28 de junho de 2011

Outro balaústre


























As vezes a gente anda como se nada fosse importante. Outras vezes parece que até a calçada tá falando alguma coisa.E foi assim, seguindo a calçada que eu cheguei nesse lugar de preciosidade tal..Um balaústre escondido, sem fita, ou mesmo pintura pra valorizar.