27 de outubro de 2011

Conversa imaginária



Caminhei bem devagarzinho por ali e percebi uma coisa: a rua estava torta de saudades. O trilho, coitado, foi engolido pela rua, mas ainda assim continuou sentindo a chuva desses dias atrás. Já a poça, meio de 'supetona', brilhava a cor do céu que hoje abriu sorriso pra toda gente que passa.