Viçosa


Uma cidade típica do interior mineiro. Típica no sentido de que tem muito morro, tem igrejas católicas com praças, tem relógio no calçadão, tem ruas de pedra fincada com muitos buracos e com calçadas estreitas. Tem feira aos sábados e uma paisagem engarrafada de casas. A cidade comercial acontece no vale, e a habitacional fica mesmo é detrás dos morros. É uma cidade com quebra-molas nas rodovias de acesso principal.

É também uma cidade peculiar, tendo recebido uma visita alienígena de uma universidade federal que se implantou com grande satisfação na maior planície da cidade. Hoje cercada por uma barreira de prédios residências para estudantes. A cidade se dá em dois mundos distintos. O federal e o municipal.

    



Há, naturalmente, aqueles dados importante do município: aqui se produz o melhor doce-de-leite da região, tem duas lojas que consertam sapatos, quatro universidades sendo uma federal, uma casa que vende queijos, um alfaiate, e muitas lojas que consertam bicicletas. Viçosa tem ricos morando no barro e pobres morando no alto morro com vista para trás. 



  
Por fim, essa é a minha cidade. Cidade das minhas histórias. Cidade acolhedora de tudo que lhe vem a ser.