1 de dezembro de 2010

Passeio de Luz

















Fim de tarde, e a luz tem seu jeito de enquadrar as coisas.. entra pela janela e bate tão perfeitamente sobre nosso mural pendurado naquele lugar por mera coincidência. Depois ela bate em mim e diz algo como: observe-me. Quero sair de casa andar pelo meu bairro e ver ela nas esquinas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário