13 de dezembro de 2010

contraste























Por que é, senhora, que você tem esse olhar assim tristonho?
Quisera eu te abraçar com minha câmera, mas o abraço quem ganhou fui eu, quando me destes esse retrato. Pudera, eu de fato lhe daria uma parte da minha alegria. 
No dia em que a gente vê um olhar assim, sem dizer nada, aprendemos muita coisa sobre o ser humano, ele sofre.

Um comentário: