6 de janeiro de 2011

Flanância interna – corredor


























Faz três dias me preparo pra sair, e quando pego na câmera olho pela janela e lá está ela: chuva leve constante a flutuar sobre a minha cidade. Não sendo uma pessoa que desiste com facilidade optei por observar a quietude de um corredor. Protegida da chuva, não tive pressa. Já um tempo queria fazer uma foto dele, mas hoje não fui para fotografar, fui para observar e vi sua quietude. Senti o enquadramento. A luz fez pose.

Nenhum comentário:

Postar um comentário