25 de fevereiro de 2011

Vôo de pássaros


















Saí num exercício de flanar sem muito rumo e sem muita intenção. Vi pássaros. Vôo alto, em formação, no pleno céu da minha cidade. Pensei em como são muitas as dádivas naturais que meus olhos podem ver, senti feliz só de ter visto aquilo. Pra mim, já estava bom.

Uns dias depois (hoje) outra formação se deu só que dentro da minha sala. Apareceu exatamente como aquele vôo a toa que eu observara. Plainou em tom de história contada. A mesa  servida de pães de queijo com geléia  caseira de jabuticaba. Leite e pão com muita simplicidade. Os contos soaram da boca e da vida de um amigo desses que senta e conversa sem esquentar a cabeça. Vôo de pássaros, todo mundo sabe, não faz mal gosto a ninguém, é sempre bem-vindo aos olhos e ao coração. Pra mim, estava tudo muito bom.

Um comentário: