9 de novembro de 2011

Eu também



No meio, bem no miolinho de uma cidade tão atropelada como a minha tem um terreno livre, que respira. Eu respiro também. Se olhar de perto no meio do mato nasceram flores, florzinhas na cor lilás que abrem quando faz sol, e fecham ao anoitecer. Eu fecho também, é novembro, mês da melancolia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário